cab2.jpg
Home Fundasinum Perguntas Frequentes Perguntas Frequentes O que diz a ADI sobre a criança na fase da gestação?

O que diz a ADI sobre a criança na fase da gestação?

Resposta

É preciso dizer inicialmente que pela técnica do “questionamento”que busca informações em nível da intuição, consegue-se saber de realidades sobre o ser humano que não conseguem ser obtidos por outros recursos. Pela ADI investigou-se principalmente a fase da gestação de uma criança e verificou-se, entre muitos outros aspectos que os registros iniciais de problemas de saúde, psicológicos, relacionais, existenciais e outros se localizam nesse período do existir humano. Esses dados obtidos são exatos e precisos até mesmo em termos de horário em que aconteceram e foram fornecidos por todos os 91 mil pacientes tratados pelo processo ADI (2009) Revelam, esses pacientes, quando tratados em sua fase de gestação, que tem consciência de si, que tudo sabem  em relação ao seu ser, ao viver, ao pensar e ao agir, desde o momento da concepção e que são capazes de  agir sobre si. Sabe, a criança em gestação, comunicar-se com o mundo externo, principalmente com os pais. Está profundamente atenta ao relacionamento conjugal e ao amor e desamor entre os mesmos. Sabe dos pensamentos e das intenções dos pais e quer ser o elo de união entre eles.
Sabe-se, pelo questionamento da ADI, que a criança em gestação expressa-se por meio de uma “corporeidade” não física que é unificada à  sua dimensão noológica e que representa o que nela é essencialmente humano. Não precisa a criança em gestação  dos neurônios desenvolvidos para perceber e registrar os fatos em seu inconsciente,  nem necessita dos membros do corpo já crescidos para abraçar  seus pais ou para interferir no processo do desenvolvimento psicofísico de seu ser. O Eu-Pessoal, a corporeidade e a mente intuitiva se integram e unificam todo o seu pequenino ser para, a seguir, integrarem em si os gametas destinados a esse ser único.